Escrito por: Alan de Sá quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

O anime que iniciou a mania de otakus em terras brasileiras com certeza foi Cavaleiros do Zodíaco. Desde a era longíqua que passava na Rede Manchete e suas andanças pela Rede Bandeirantes, os cavaleiros da deusa Athena que usam armaduras místicas e esmagam estrelas com os punhos e abrem fendas na terra com seus chutes fascina os mais antigos e os mais novos viciados na mania mundial de gostar de desenhos com olhos esbugalhados. O que parecia ser uma mentira de primeiro de abril no ano de 2012 se tornou uma realidade, e estreiava no Japão uma nova versão dos nossos cavaleiros, mostrando uma geração de guerreiros lutando contra os deuses malígnos da mitologia greco-romana. Saint Seiya Ômega chegou fazendo um estardalhaço, e logo se tornou um grande sucesso, e é sobre ele que vou falar hoje. 

Todos nós já estávamos acostumados com a cara dos cavaleiros clássicos, acompanhando o grande sucesso do spin-off "Lost Canvas" e ficando nervosos com Masami Kurumada com os constantes hiatos em "Next Dimension" quando a Toei anuncia a nova saga de Saint Seiya (conhecido no ocidente como Cavaleiros do Zodíaco) que se passaria 13 anos depois dos acontecimentos épicos da maravilhosa saga de Hades. Depois da épica batalha, os cinco cavaleiros santos se tornam lendas e Seiya, Shiryuu, Hyoga e Shun ascendem a cavaleiros dourados (Ikki como sempre fica de fora das regalias, mas se torna mestre de cavaleiros) e juntos enfrentam a nova ameaça que assola a Terra: o deus Marte (versão romana de Ares, deus da força na guerra e dos exércitos espartanos). Mas não foi tão simples como nas outras vezes, e cada um deles recebe uma "marca das trevas", que retira os sentidos e deixa seus cosmos tão baixos que se elevados ao sétimo sentido destruiría seus corpos. Apenas Seiya (obviamente) consegue viver com o dito cujo, e continuar como cavaleiro. Athena (deusa da sabedoria e estratégia em batalha) é obrigada a fugir e se abrigar em uma ilha deserta e começa a treinar novos cavaleiros para derrotar Marte.

O personagem principal da nova saga é Kouga, novo portador da armadura de Pégaso. Ele foi encontrado no meio da batalha contra Marte e salvo por Seiya. Saori o cria como se fosse um filho,e o treina desde pequeno para ser um cavaleiro e enfim destruir o mal atual, no caso Marte. Para os fãs antigos e os mais radicas, muitas coisas presentes na atual série deixam um sentimento de estranhesa e até de repulsa. Os prós dessa nova saga são: história original (mesmo levando o nome da série de Masami Kurumada e o autor Yoshiriko Umakoshi colocando os créditos a Kurumada na abertura) que não é uma continuação, então não classificamos como spin-off como Dragon Ball GT por exemplo, mudanças nos cosmos e uma nova visão dos cavaleiros da deusa da sabedoria e sem dúvida a inclusão de mulheres como amazonas de ouro, coisa que não acontecia nas séries antigas. 

Os contras - na minha opinião - são: a modificação nas armaduras, que pra mim são sagradas, a troca da mitologia grega pela mitologia greco-romana (ou mantivessem o nome Ares, ou alterassem o nome de Athena para Minerva e incluíssem totalmente na mitologia romana) e o principal: um cavaleiro não pode assumir uma armadura caso o cavaleiro da mesma ainda esteja vivo, já que todas as armaduras possuem o espírito e o cosmo do guerreiro anterior, logo, Kouga não poderia usar a armadura de Pégaso e Ryuhou - filho de Shuryuu na série - não poderia assumir a armadura do pai. Se você quer uma aventura nova para colocar no seu currículo otaku, recomendo, mas fica a sua escolha. 


O personagem principal da nova saga é Kouga, novo portador da armadura de Pégaso. Ele foi encontrado no meio da batalha contra Marte e salvo por Seiya.

{ 5 comentários... leia abaixo ou comente }

  1. Muitos falam que essa nova animação é coisa de gay mas a historia resgata varios aspectos da saga classica e do The Lost Canvas sem contar com os personagens principais da primeia saga a classica, Eu acho isso e a historia é muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O fato de ser uma história idependente da original torna o anime mais interessante. Mesmo com alguns dos personagens da saga clássica e levando o nome da série de Kurumada, a série é sim atrativa. Como eu disse na matéria, alguns fãs antigos e mais radicais repudiam pelos motivos citados na mesma. Mas vale a pena assistir.

      Excluir
  2. Eu não gosto muito por que foge do assunto da serie original(seya e Ikki já morem na saga de elisios...uma mulher usa a armadura de gemeos?...Um ninja,Ummmm ninja na serie?...e o 8° sentido?cara seria melhor se fosse uma continuasão

    ResponderExcluir
  3. E pensar que o Ash continua com 10 anos.... Vai entender

    ResponderExcluir
  4. E pensar que o Ash continua com 10 anos.... Vai entender

    ResponderExcluir

Regrinhas dos comentários:

- Não fale coisas feias
- Não anuncie outros blogs (a menos blogs parceiros, se quiser comentar com o Open ID também pode)
- Sempre que puder responda e faça o blog cada vez melhor!

Curta e siga!

Twitter's

Top' 5 da semana

Você é o número

Música' - Branime

+Otaku's

Leiam no Wattpad

Leiam no Wattpad

- Copyright © Anime's -Anime's- Powered by Blogger - Designed by Alan Matos -